TV RÁDIO R

PROGRAMAS GRAVADOS. AGUARDE! EM BREVE, PROGRAMAÇÃO DIÁRIA!

Notícias Regionais

Prefeitura notifica 90 empresas que não cumpriram decreto que fechou comércio de Maringá

Lisboa Móveis Parceiro da Rádio R desde 2008

Prefeitura determinou fechamento de lojas e estabelecimentos a partir desta sexta-feira (20). Fiscalização encontrou obra onde 100 operários trabalhavam normalmente.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Rondon e Região

A Prefeitura de Maringá, notificou cerca de 90 empresas que não cumpriram com o decreto que fechou o comércio da cidade nesta sexta-feira (20). Apesar das notificações, nenhuma multa foi aplicada, segundo a gestão municipal.

A determinação de fechar o comércio foi anunciada na quarta-feira (18) por causa do novo coronavírus. Maringá tem três casos da doença confirmados, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Pelo menos 150 fiscais iniciaram os trabalhos pelo comércio da cidade ainda durante a manhã de sexta-feira. Até o fim da tarde, mais de 200 estabelecimentos haviam sido visitados. Lojas que estavam abertas foram fechadas.

Durante a fiscalização, a prefeitura encontrou mais de 100 operários trabalhando normalmente na construção de um prédio. Depois do aviso dos fiscais, os trabalhadores foram dispensados.

Atualmente, Maringá tem mais de 60 mil empresas comerciais. Denúncias de irregularidades ou dúvidas podem ser comunicadas pelo 156, que é o telefone da ouvidoria municipal.

Situação de emergência

Maringá decretou situação de emergência na quarta-feira (18). Com isso, várias medidas foram tomadas na cidade para o combate ao novo coronavírus.

Comércios, bares, restaurantes, shoppings e estabelecimentos que oferecem produtos não essenciais devem permanecer fechados pelos próximos 30 dias.

Supermercados, mercados, postos de combustíveis, locais que entregam água e gás, farmácias, clínicas médicas, hospitais e postos de saúde estão autorizados a funcionar.

Escolas, públicas ou privadas, também suspenderam atividades nesta sexta-feira.

Fonte: G1 Paraná