TV RÁDIO R

PROGRAMAS GRAVADOS. AGUARDE! EM BREVE, PROGRAMAÇÃO DIÁRIA!

Atualidades

Tony Stark está vivo! Vingadores: Ultimato enganou os fãs do MCU

Lisboa Móveis Parceiro da Rádio R desde 2008

Vingadores: Ultimato trouxe um choque para os fãs no final. Tony Stark, o Homem de Ferro, morre ao salvar o dia e derrotar Thanos.

Como se sabe, o filme foi o último de Robert Downey Jr. como o herói. No entanto, há fãs que ainda acreditam em um retorno. No Reddit, um internauta argumenta que Tony Stark conseguiu sobreviver no filme.

Vingadores: Ultimato engana fãs?

O usuário, identificado como Kedrosal, usa como base duas cenas no final de Vingadores: Ultimato. Primeiro, o fã chama atenção para depois que Tony Stark dá o estalo que derrota Thanos.

Nesse momento, Pepper Potts pede para Friday qual é a condição do herói. O sistema afirma que o estado é “crítico”. Então, o reator de Tony se apaga e o Homem de Ferro é declarado morto.

O internauta dá para frase de Pepper, “Nós vamos ficar bem”, um outro contexto. Para ele, o reator não está mais ligado diretamente a vida de Tony Stark, como os filmes da Marvel mostraram recentemente. Assim, mesmo em estado crítico, o traje poderia ser ativado novamente e o herói ser salvo.

Partindo dessa hipótese, o internauta argumenta que o Homem de Ferro queria trazer os dizimados por Thanos de volta e depois continuar a aposentadoria. O fã acredita que a morte foi encenada para que o mundo não “incomodasse” mais Tony Stark.

O internauta usa a cena final como outro argumento. Apenas o reator é visto no funeral de Tony Stark. Não há um corpo ou cinzas do bilionário. Assim, o fã acredita que o personagem está escondido e em recuperação. Isso poderia ser usado, caso Robert Downey Jr. decidisse voltar.

É uma teoria bem polêmica. Vale lembrar que os diretores Joe e Anthony Russo já declararam que Vingadores: Ultimato foi, de fato, o fim da linha para Tony Stark. Além disso, garantiram que não quiseram deixar espaço para a possibilidade de uma morte falsa.

 

Fonte: observatoriodocinema.uol.com.br