.
Notícias Regionais

Polícia prende homem suspeito de atuar como médico usando documentos falsos

Lisboa Móveis Parceiro da Rádio R desde 2008

A Polícia Civil prendeu na segunda-feira (30), em Maringá, um homem suspeito de atuar como médico usando documentos falsos. Segundo a polícia, sem diploma do curso de medicina, ele atuava desde 2015 e chegou a ganhar de R$ 40 mil a R$ 60 mil por mês.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Rondon e Região

O suspeito era contratado de uma cooperativa médica que atendia postos de saúde de prefeituras, entre elas Altônia e São Jorge do Patrocínio, no noroeste do estado, e Bom Sucesso, no norte, ainda conforme a polícia.

Após uma denúncia anônima, os investigadores descobriram que ele usava documentos falsificados de outro médico, que é de Paranavaí, também na região noroeste.

O delegado Leandro Roque Munin explicou que o homem foi preso em flagrante por portar documentos falsos, mas deve responder por outros crimes, como o exercício ilegal da medicina.

“Ele emitia atestado de talonário, receitas falsas. Ele pode ser responsabilizado inclusive, se vier a constatar que alguma pessoa morreu em virtude de um atendimento dele, falho, ele pode responder até por homicídio”, declarou o delegado.

Fonte: RPC