.
Atualidades

Corte de verbas faz PRF reduzir patrulhamento no norte do Paraná

Lisboa Móveis Parceiro da Rádio R desde 2008

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) restringiu o patrulhamento em rodovias do norte do Paraná. A medida é reflexo do corte de verbas anunciado no início de julho para todo o país. Com isso, agentes têm autorização para pegar a estrada apenas para atender acidentes com vítimas graves ou ocorrências criminais.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Rondon e Região

O orçamento inicial da PRF para 2017 em todo Brasil previa R$ 460 milhões. O valor foi reduzido para R$ 258 milhões e boa parte foi utilizada ao longo deste ano. Restam cerca de R$ 50 milhões para todas as despesas até o fim do ano, conforme a polícia.

“Infelizmente, [esse corte] tem um prejuízo, sim. Acidentes que não têm vítimas, nós orientamos aos cidadãos para que registrem a ocorrência pelo site da PRF, porque hoje não tem como a equipe se deslocar”, explica Marcos Pierre, inspetor da PRF.

Por dia, cada viatura da PRF de Londrina, por exemplo, rodava cerca de 400 quilômetros e gastava, em média, um tanque de combustível. Sem as rondas de rotina, a previsão da polícia é reduzir esses números com as fiscalizações em frente às unidades operacionais.

Serviços como a fiscalização com radares móveis também estão comprometidos. Por mês, eram aplicadas cerca de cinco mil multas por excesso de velocidade na região de Londrina.

Em nota, a PRF informou que negocia recursos com o Ministério do Planejamento, mas ainda não teve resposta. Por outro lado, a pasta afirmou que os cortes se deram para conseguir cumprir as metas fiscais e atingiram todos os setores da União. Não há previsão de repasses adicionais, informou o ministério.
Fonte: G1.com